Início » Política » Do SRS até ao Trump passando pela Espanha e o Brexit.

Do SRS até ao Trump passando pela Espanha e o Brexit.

Janeiro arrasta-se sempre e parece que nunca mais acaba, Fevereiro passa num instante e Março é o pior mês, no que diz respeito ao tempo por aqui,  ainda há muito vento e chuva, muito que penar.

Fui ao hospital da Horta a uma consulta , deslocação que implica sempre um voo e 3 dias. Quando cheguei ao balcão à hora prescrita a senhora disse-me “olha que não tens nenhuma consulta marcada“. Olhei bem para ela, pedi-lhe que por favor não me tratasse por tu e dei-lhe um bocadinho de tempo para corar à vontade  e analisar bem o material de que é feito o balcão antes de lhe pedir que, se fosse possível, tentasse saber qual tinha sido o problema uma vez que me tinham ligado precisamente dali a informar da marcação e tinham coordenado a minha deslocação com as Flores.

-O senhor por favor sente-se ali que eu vou saber e já lhe digo.

Não custa nada e aumenta-se a quantidade global de civilidade. O que se passou foi que faltava o resultado de umas análises que foram a fazer ao continente e sem elas não há razão para o especialista me ver. Nem vale a pena lamentar o erro ou falha administrativa que me fez perder 3 dias quase completos e fez o estado pagar mais um voo e ainda despesas de deslocação,  que  devolvem. Espero que seja entretanto porque entre esta deslocação e a de Janeiro já tenho a receber algum dinheiro que não será muito mas  faz-me bastante falta. Além do mais a Horta em Fevereiro só interessa a alguns faialenses e a quem nunca a viu antes pelo que nem se pode dizer que se aproveita o passeio.

Já estou há mais de um mês à espera dessa tal consulta, por padrões do SNS/SRS nem é muito e eu não me queixo , é  a tal vantagem de manter as expectativas baixas , já é muito bom haver médicos que eventualmente nos vão ver à borla e medicamentos  quase pagos pelo Estado. Se entretanto passar mais um mês sem o raio da consulta e a minha situação se degradar há uma ambulância para me levar ao centro de saúde e um avião para um hospital , e lá me hão-de reparar outra vez, até ao dia em que não. Eu não dou muita coisa por garantida, tenho a noção de que isto está tudo preso por arames e esses arames são as impressoras do Banco Central Europeu.

Daí decorre que a maneira melhor de assegurar a manutenção do nosso nível de vida e as possibilidades de o melhorar é defender a continuidade do projecto europeu, mas isto parece que cada vez é menos consensual. Políticos com vencimentos e reformas de políticos afirmam que está mal , é pernicioso. Falta democracia , gritam os que têm as suas necessidades e dos seus filhos bem asseguradas. Estávamos melhor dantes, clamam os desmemoriados, os  imbecis, os comunistas e os fascistas. Não somos os únicos a eleger para o parlamento europeu deputados que são contra o parlamento europeu, os ingleses têm o UKIP , cujo ex líder é das poucas pessoas que eu gostava de ver pendurado pelos pés num candeeiro de uma avenida, nós mandamos comunistas que acham que isto funcionaria muito melhor se tivéssemos aderido ao Pacto de Varsóvia nos tempos áureos do comunismo, quando o Cunhal dizia para quem o queria ouvir que não estavam interessados em instalar aqui uma democracia parlamentar. Continuam aí,   cheios de tempo de antena, até vão arregimentando jovens que não encontram problema nenhum em arvorar a foice e o martelo enquanto se esganiçam a tirar nazis debaixo de cada pedra, é incrível.

Aqui ao lado em Espanha o Socialismo do Século XXI não está a correr muito bem. O Sanchez, verdadeiro dandy sem noção que não viu nada de mal  ir usar o avião da presidência para ir a um concerto de rock e a um casamento de um familiar, está a enterrar aquilo tudo. Usando o truque do nosso Costa decidiu fazer uma jeringoncia quando perdeu as eleições, e foi-se juntar com a escumalha das Espanhas : o  Podemos, cujo líder consegue ao mesmo tempo falar pelos direitos das mulheres e apresentar um programa numa TV propriedade da República Iraniana; falar contra os abusos das classes endinheiradas e viver num chalet de 600 mil quando há 4 anos dizia que estava bem era no seu apartamentozeco com a pia cheia de louça suja, e renegar um líder que há menos de um ano defendia insultando quem o criticava. Os outros são os independentistas da Catalunha , uma seita de ideólogos e demagogos  sequiosos de poder e peritos em inventar e explorar agravos tendo tudo em conta menos os reais e concretos interesses dos Catalães.

Fizeram de exumar os restos do ditador Franco uma questão que não podia esperar , puseram a agenda “progressiva” na frente de tudo, escarafuncharam feridas mal saradas , das quais a Espanha tem bastantes, associaram-se com os terroristas da ETA, promoveram o separatismo Basco, enervaram os Canários e os Galegos, deram fôlego aos comunistas neolíticos da Andaluzia, enfim , a Jeringoncia fez muito pouco  de bom e caiu  fim de uns 6 meses  mas o preço vai ser maior do que mais instabilidade e necessidade de coligações e enfraquecimento dos partidos tradicionais: aí têm o surgimento do Vox , porque esqueceram-se de ler a História e a Sociologia do seu próprio país e não perceberam  que se puxarem tudo de repente e com sofreguidão para a esquerda, a direita vai reagir, e se puxarem à bruta vão ter uma reacção à bruta; se tentam desmembrar a Espanha vão ter a oposição daqueles, e são muitos, para os quais a Espanha una é mais do que constitucional, é sagrada. Atrás dessa  chegam todas as posições típicas da direita radical, agora têm 50 mil pessoas na praça Colón de braço estendido e ficam muito surpreendidos e agastados. Amanhem-se.

Mais acima , a Inglaterra está a 40 dias do descalabro, já só o que equivaleria a um milagre pode evitar isso. Já vi pessoas, incluindo pessoas de responsabilidade, a dizer “sobrevivemos à guerra, vamos sobreviver a isto”, como se a guerra tivesse sido decidida por votação e apresentada como uma coisa para melhorar a vida de todos. Agora  “vamos sobreviver” já é uma linha aceitável, é surreal. Li um tweet de um influente jornalista pro brexit que dizia mais ou menos ” acabo de esquiar à vontade entre a Suíça e a Alemanha e creio que a Suíça não é membro da UE” , foi prontamente destruído por milhares de mensagens furiosas que o acusavam, justamente, de ter feito campanha pelo Brexit e a 50 dias do prazo ainda não sabia o que era o Espaço Shengen. Outras explicavam-lhe em termos nada caridosos que se experimentasse esquiar através dessa  fronteira com um saco de mercadorias comerciais às costas as coisas seriam bastante diferentes.

Foi gente dessa que tornou possível o Brexit, gente que tem férias na neve e se acha muito esperta.  O Jeremy Corbyn e o Partido Trabalhista só não levam a palma dos mais incompetentes e vergonhosos porque o governo e os Conservadores agarraram o prémio  firmemente. Dois anos de oposição sem nunca ser capaz de definir exactamente o que é que o Labour queria e defendia, sempre a ver de que lado soprava o vento, a 40 dias do prazo, quando os negociadores da UE já admitem que os ingleses vão às negociações como pro forma porque nem sequer sabem o que querem, vê deputados do seu partido a desertar, mais sete este semana,  e continua a apanhar bonés. A primeira ministra passa mais tempo em Bruxelas (3 dos seus deputados também desertaram, esses têm a desculpa de não se quererem associar mais à catástrofe) como se as pessoas que ela precisa de convencer estivessem lá e não no Parlamento e nas ruas da Grã Bretanha. Não sei como é que a senhora ainda não teve um esgotamento nervoso e desistiu. Na Irlanda já se fartaram de avisar que no dia a seguir a ser instalada uma fronteira física entre  o Ulster e a República recomeçam as bombas, e ninguém , isto parece anedota mas é verdade e é muito triste, ninguém sabe como é que se pode resolver a questão dessa fronteira. A 40 dias do prazo.

Espero, ainda espero, que quando olharem para o abismo consigam recuar em vez de saltar, tenho quase a certeza que se mesmo no dia 28, a véspera,  o governo britânico pedisse uma extensão do prazo e um referendo  a UE ia aceder com alívio. Ia certamente haver algum desagrado e protestos em Inglaterra, alguns deles violentos, mas é para isso que existe a polícia de choque.

Duas pessoas ficarão especialmente  contentes se se concretizar o Brexit: O Putin, a figura mais sinistra da Eurásia que trabalha para a desgregação e divisão do Ocidente, e o Trump, tive que mesmo agora apagar aqui 3 adjectivos que tinha para ele porque tento alguma decência nisto . Anteontem esse criminoso*  semi analfabeto e vendido declarou o Estado de Emergência dos EUA, por causa da ideia peregrina do muro da fronteira , que ele sabe bem que não vai ser construído mas continua a usar como arma política. No discurso em que anunciou a declaração de Estado de Emergência disse , e cito, porque isto não são notícias falsas , é ele a falar e eu ouvi :

Eu não precisava de fazer isto“. Ora, se não precisava não é uma emergência, e este cretino diz estas coisas sem se dar conta que quando a decisão for, como vai, para os tribunais, os juízes vão dizer isso mesmo : isso contraria a definição de emergência. E depois ainda discuto com gajos no twitter que dizem que “ele joga xadrez a quatro dimensões”. Nem damas, quanto mais. É outra razão que tenho para viver : quero ver o dia em que esse homem cai.

E isto já vai longo, já me aliviei aqui de uns nervos ,  está cumprida a função.

 

*Não tenho problema em chamar-lhe criminoso sem ver nenhuma sentença transitada em julgado por uma razão simples e que para mim basta : uma das muitas empresas falhadas do Trump foi uma universidade. Como a maior parte , era fraudulenta, Constituiu-se uma acusação e o caso foi a tribunal. Em 2018 o Trump pagou 25 milhões de dólares para ajustar o processo, ou seja, para ser retirada a acusação e compensar os queixosos. Agora digam-me, se vos acusarem de fraude e vocês não tiverem cometido fraude, vão pagar 25 milhões de dólares para acabar com o processo? Pois, não vão. E fraude é crime, ergo, o Trump é um criminoso.

One thought on “Do SRS até ao Trump passando pela Espanha e o Brexit.

  1. Jorge, nunca pares de escrever, o que eu aprendo com gosto contigo. No que á menina do atendimento diz respeito, quem sabe se não era a tal, se era foi-se. Tirando o que aprendi, o resto é funcionalismo público, socialismo e trafulhas. Amanhã volto a ler com mais cuidado, abraço

    Gostar

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s