Início » Aviões » Misérias e raios de luz.

Misérias e raios de luz.

– Recorri à airhelp para ser compensado pelo cancelamento do voo de S.Miguel para a Terceira no fim de semana passado, enviei os documentos, preenchi tudo e disseram-me que tinha direito a 250€ de compensação, melhor que os 0€ que a SATA oferece. Informaram-me de que ia levar um mês a apresentar a minha queixa e em média demora 3 meses a ser efectuado um pagamento. No dia seguinte recebi outro email a avisar que o meu caso é inválido porque o voo foi cancelado por razões meteorológicas.

Além de incompetentes e negligentes são também estúpidos porque alegar que o voo cancelou por causa do tempo quando toda a gente viu e está registado o tempo que fez no arquipélago é de loucos. No ano passado a SATA deu 47 milhões de euros de prejuízo, a resposta a esse descalabro foi subsidiar os voos inter ilhas dos turistas, ceder a todas as chantagens dos sindicatos e abrir rotas para Copenhaga e Moscovo. E claro, no quadro de pessoal devem ter entrado mais uma dúzia ou duas de sobrinhos e afilhados para assessor e assistente e secretário e pelo meio encomendado umas campanhas publicitárias à agência do primo. No fecho do exercício, a SATA vai a ganir para o governo dizer que não tem dinheiro para pagamentos a fornecedores e pessoal, o governo regional vai a ganir para a República dizer o mesmo, a República vai a ganir para Bruxelas e no fim quem se lixa são os de sempre, que além de terem um serviço de merda pagam pelos erros e incompetência destes gestores de topo com ordenados, regalias  e reformas de ouro quer a empresa vá à falência quer tenha lucro. Viva o Estado, a SATA é nossa!

– Vi um vídeo assombroso, na cimeira da NATO o JC Juncker, o Presidente da Comissão Europeia sem ninguém ter votado nele, a apresentar-se em público com uma bebedeira monstruosa. Foi das coisas mais vergonhosas que já vi, o homem mal se tinha nas pernas, não foi a primeira vez que foi filmado em público em funções oficiais bêbado como um cacho, é daqueles segredos abertos em Bruxelas que depois do almoço ele já não diz coisa com coisa e que os copinhos de água que lhe servem nas conferências não são de água. Um idoso alcoólico e não eleito, é o nosso presidente, mas a vergonha maior não foi essa. Para mim a vergonha maior foi os serviços da UE virem dizer que era uma crise de ciática e pedirem respeito. Respeito. Mais uma vez tratam-nos como se fôssemos todos estúpidos e não soubéssemos distinguir entre uma crise de ciática e uma bebedeira monstra, e ainda têm a lata descomunal de pedir respeito por uma figurinha execrável como a do Juncker. Tratam-nos como estúpidos porque se calhar somos mesmo estúpidos. Ele continua presidente, a esta hora do dia já se deve ter emborrachado com vinhos e licores  dos melhores, pagos por nós, e está a rir-se destes tolos que somos.

-Já cheguei à conclusão que os apoiantes do Trump por cá são ou fascistas , racistas ou ambos, ou são fundamentalistas cristãos , ou são imbecis ou então simplesmente não percebem inglês e nunca vêm nem compreendem um discurso dele e apnahm excertos e traduções. Um cronista do Observador , Rui Ramos, de quem eu gosto bastante em condições normais, discutiu a última cimeira da NATO e  o que disse do Trump foi que “tem excentricidades”. Podem-se ver as declarações do próprio ao lado do Putin a dizer, com todas as palavras , que “os seus serviços de informações lhe garantiram que houve interferência russa nas eleições mas o Putin garante que não e ele não vê razão para não acreditar” . Pessoas pensantes não acharam isso excêntrico, acharam isso traição à pátria e uma declaração sem precedentes em que um presidente diz claramente que confia mais num ditador de uma nação inimiga do que nos seus prórpios serviços. Excentricidades, desisto.

-Ontem o Costa foi a Viana ao lançamento de um navio da Marinha lá construído. Há 5 anos , perante a ruinosa gestão dos Estaleiros como empresa pública o governo decidiu privatizar o que se podia e acabar com a chulice orquestrada pelos sindicatos e a incompetência dos gestores públicos. Foi a tropa fandanga para Viana, Mortáguas, Abrunhosa, até para lá arrastaram o Soares,  para dar um “Grito Nacional” em defesa dos Estaleiros,  diziam que “a construção naval não pode morrer” partindo do princípio que se for privada, morre. Estava tudo  a correr bem por isso era continuar a verter para lá dinheiro sem retorno. O presidente da Câmara de Viana , perante a privatização, depositou uma coroa de flores num enterro simbólico dos estaleiros. Esse mesmo indivíduo ontem brindou com o Costa ao sucesso da WestSea, a empresa privada que recuperou os estaleiros e os pôs a trabalhar e a render assim que saíram os cancros. Ninguém tem vergonha, nem memória , nem noção.

Longe, quanto mais longe disso tudo, melhor.

Esta manhã estive a mondar um plantação de ananases, parte dos jardins de que agora me ocupo, com grande satisfação. Mil vezes jardinar do que servir a mesas, felizmente a jardinagem é para continuar o ano todo, é ao lado de casa e os proprietários são ausentes, já me explicaram como querem o jardim, trabalho quando quero quantas horas quero desde que o jardim esteja ao gosto deles. Não vejo ninguém, ninguém anda de volta de mim, estou a criar e manter uma coisa bonita e como um jardim é uma coisa viva, tenho trabalho até querer, ou até deixar de o fazer bem.

IMG-0147

No restaurante ontem um casal jovem de franceses no fim de jantar, depois de me ter perguntado de onde vinha o meu francês, agradeceu-me por os ter servido tão bem , ser simpático e por ser , cito , radiante, rayonnant  . Já me chamaram muita coisa mas isso foi a primeira vez. Alegraram-me uma noite longa e trabalhosa, não lhes disse que detesto aquilo e que se os donos não fossem meus amigos há tantos anos e só os conhecesse dali já me tinha ido embora. Não lhes disse que estou ali todos os dias em esforço e fiquei muito contente por ver que esse esforço não transpira. Ao contrário da jardinagem e das outras coisas que faço como a cerveja artesanal e o cuidado das minhas ovelhas, aquilo não me dá gosto nenhum …. além do gosto de  um trabalho bem feito. Há muitos anos li um conselho que repasso : se fores médico, trabalha para seres o melhor médico do hospital. Se fores varredor de rua, deves trabalhar para ser o melhor varredor de ruas da cidade. Se queres dormir bem à noite e viver em paz contigo mesmo, dá o teu melhor em tudo o que faças. O meu melhor muitas vezes não chega, mas durmo bem à noite e ando na rua de cabeça bem levantada.

Recebi um email de S.Francisco, de uma moça que não vejo há 10 anos e que hoje é  outra pessoa, tal como eu. Eu não me esqueci, e ela pelos vistos também não, eu preferia que não fosse assim. As distâncias são enormes, demasiadas e  de toda a espécie, não há nada a esperar  e no entanto espera-se. Como uma rocha.

 

Anúncios

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s