Início » História » Redistribuição

Redistribuição

Estou a reler uma colectânea de textos do Howard Zinn,  historiador americano que morreu em 2010 e cuja maior contribuição para a Historiografia foi “A People’s History of The United States”, uma obra que mostrou pela primeira vez aos Americanos que a sua história não  é aquele cruzamento fabuloso entre Disney e Hollywood a ilustrar o triunfo do destino manifesto e que afinal  está, como todas as coisas que envolvem Homens, carregada de contradições,infâmias, injustiças e prepotências de toda a espécie.

Começando logo pelo princípio, até vir o Zinn gerações de americanos eram educadas na admiração do Colombo como descobridor e espécie de “proto fundador” da Civilização Ocidental na Américas.  Respaldando-se em grande parte na inevitável,demolidora e pouco divulgada obra de frei  Bartolomé de Las Casa, Brevíssima Relação da Destruição das Índias para o seu primeiro capítulo, “A História Popular dos Estados Unidos”  explicou a milhões de americanos mais ou menos estupefactos as realidades do genocídio e espoliação dos nativos e tudo o que se lhe seguiu, do ponto de vista dos pequenos.

Durante séculos a História foi feita de campanhas militares, sucessões dinásticas, tratados entre nações.Não sei quando começou a mudança e o interesse em contar a História da Sociedade contando-a em  todas as suas partes sem olhar apenas para as chancelarias e campos de batalha, mas foi uma revolução muito bem vinda e necessária, e Zinn foi mestre nesse campo.

Foi por ler o Zinn e as suas descrições dos movimentos laborais americanos no século XIX e princípio do século XX que me comecei a interrogar sobre o modo como as lutas laborais são feitas na nossa época e a total banalização e desvirtuamento da noção de greve, desde a convocação de greves contadas em horas com exigências mais ou menos abstractas, sempre à sexta ou à segunda, até à sua transformação em simples meio de pressão e ameaça para satisfazer exigências de pequenas minorias. Howard Zinn foi toda a vida apaixonadamente Socialista mas lê-lo mostra que é possível ser militante , radical como sempre foi chamado nos EUA, e envolvido directamente sem nunca perder de vista o fundamental : há uma Verdade, há factos e acontecimentos que são verdadeiros, e depois há conjecturas,opiniões e ideias, mas a luta política deve ser feita com base no que é verdadeiro,demonstrado e demonstrável. Não era por ser socialista que Zinn se abstinha de criticar e descrever o totalitarismo da URSS, ainda nos anos 70, nós por cá em 2017 ainda ouvimos apologias e esquivas de toda a ordem , da parte tanto de políticos como de historiadores, estas coisas levam sempre  muito tempo. A única censura que lhe faço é que mesmo que vivesse até aos 120 iria  sempre olhar para os fracassos dos regimes socialistas como defeitos do executante e não da ideia.

Mas não é só  para recomendar o Howard Zinn que escrevo isto, é porque a dada altura, numa lista de coisas que ele tem como seguramente evidentes lê-se  a necessidade da redistribuição dos recursos dos ricos. Não me vou alongar agora sobre o tema, que é sem dúvida dos mais prementes e sérios nas nossas sociedades, sempre na boca dos políticos mais à esquerda, quero só apresentar uma questão, que talvez até tenha resposta óbvia mas eu ainda não a vejo:

  • Redistribuir significa voltar a distribuir. Se se defende a redistribuição do dinheiro dos ricos parte-se do princípio que já houve uma distribuição anterior . A minha pergunta é:  que distribuição foi esta que tem que ser refeita, quem é que fez a original e como?

Isto pode parecer estúpido ou irrelevante, mas  acho que é importante e espero voltar ao assunto.

Anúncios

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s