Início » jornalismo » Marinaleda Revisitada

Marinaleda Revisitada

Há quase 4 anos li um artigo no I sobre Marinaleda , uma aldeia na Andaluzia que é  gerida como um colectivo socialista , ou talvez  “neocomunista” . O artigo já não está disponível no jornal, não sabia que se limpavam artigos, uma das maiores vantagens que vejo na imprensa online é precisamente a possibilidade de ir atrás num instante . Este texto a que me refiro simplesmente desapareceu, fiz agora uma pesquisa no jornal sobre Marinaleda mas parece que o I afinal nunca falou disso , está bem , é interessante . Terão que acreditar em mim quando  digo  que estou a falar de dois artigos escritos por um   jornalista do I  que só depois vi que também era dirigente do movimento Que Se Lixe a Troika. Nunca há conflito de interesses quando os jornalistas são activistas políticos, é um descanso.

Esses artigos desapareceram mas a minha crítica não ,  e a minha tentativa de desmontar a  “utopia”  e o fraco  jornalismo no retrato de Marinaleda   continua aqui. ,  modéstia à parte é das melhores coisinhas que já aqui escrevi e  não mudava uma vírgula 5 anos depois .Recebi nesse post um  comentário muito curto e crítico, acusava-me de “só usar homens de palha”, mas disse straw men pelo que depreendo que era uma pessoa culta e urbana. Pedi  “especifique lá se faz favor”, foi o suficiente para o autor do comentário o retirar , tive pena.

Para quem quer saber o que vem a ser o colectivo de Marinaleda , basta escrever o nome da terrinha no google e tem toda a informação de toda a ordem ao dispor , sobretudo os dados e comunicações oficiais da própria comunidade. Podem procurar  vídeos, sempre mais fáceis de ver do que ler um texto, e há muitos porque nestes quatro   anos e tal não faltaram jornalistas, documentaristas e activistas da Europa toda a caminhar para Marinaleda para estudar e divulgar a utopia andaluza, o sonho socialista tornado realidade aqui tão perto.

“Revisito” Marinaleda porque um amigo publicou hoje este vídeo , com o título “Uma Utopia que Funciona” e eu nunca deixo de me maravilhar com as interpretações diferentes que se podem dar a um verbo tão simples como “funcionar”.

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fpositivr.fr%2Fvideos%2F1856281241277607%2F&show_text=0&width=560

A minha opinião sobre isto mantém-se , e minha objecção não é , como expliquei  , à existência e nem sequer a uma eventual proliferação destes colectivos. Do que não gosto muito é dos tons cor de rosa, das meias explicações , da aprovação acrítica só porque lhes parece ser “contra o sistema” e muito menos gosto que se pretendam fazer passar estes “fenómenos” por soluções aplicáveis a larga escala.

Quis saber que tal está a correr a utopia sem ser pela opinião dos que gerem e mandam na utopia , que para esses é sempre um espectáculo. A maneira melhor de saber como vão as coisas  é com números , e os que me dizem mais são estes :

1729-marinaleda

Anda-se há anos a publicitar aquela aldeia como modelo e alternativa , de cada vez que sai um vídeo ou artigo desses os elogios e aplausos chegam depressa . Mas então porque raio é que não há mais pessoas a ir para  lá , se a vida nas cidades capitalistas é este horror e aquilo é tão bom? Porque é que nestes anos desde que o I escreveu aquilo , que há Podemos em Espanha , que há então uma alternativa e tanta gente a passar mal nas garras do liberalismo , porque é que não se vê um afluir de esperançosos a Marinaleda , para partilhar o sonho? Para Cuba ainda há a desculpa de ser uma ilha lá longe , é preciso emigrar , mas a Andaluzia é aqui ao lado e o sistema já está montado , é chegar e começar a trabalhar. Desde que o I visitou Marinaleda e viu ali o futuro a população desceu. Estou receptivo a explicações para isto , mesmo escritas segundo o novo acordo ortográfico e com termos em estrangeiro.

Anúncios

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s