Início » noticias » Adeuzinho

Adeuzinho

Tenho lido algumas elegias ao dr Soares , como esta do MEC e sou forçado a concluir que o Mário Soares que morreu não era o mesmo que  eu “conheci” , ouvi e li toda a minha vida. Por exemplo, achei bastante estranho  ler que “recusou-se sempre a ser um salvador ou uma figura acima da multidão” , não  é  como eu  o lembro e gostava de ler mais coisas sobre a sua simplicidade e modéstia , acho que eram qualidades que não tinha.

Também já vi muitas demonstrações de ódio puro e de falta de civismo e decência  , eu acho que é legítimo (e necessário) detestar  políticos mas enquanto políticos , já há uns anos que o senhor era só um velhote à espera da morte ao qual os socialistas iam prestar homenagem mas que já não dizia coisa com coisa ( é ir ver as suas últimas crónicas no DN)  nem contava para nada.

Prova disso são as centenas de artigos e obituários surgidos em minutos , naturalmente que o senhor já tinha a folha feita por toda a gente e dele só se esperava que acabasse. Para mim a altura certa para festejar o seu desaparecimento tinha sido quando esta figura alegadamente adorada pelos  portugueses em geral recebeu, estranhamente , 15% dos votos nas últimas eleições a que concorreu ( e reagiu como se a Pátria o tivesse traído) .

Que ele se tenha aferrado à ribalta e à acção política até lhe ser fisicamente  impossível continuar mostra a uns que o seu espírito de missão era indomável , a outros que a sua sede de poder era infinita. Eu sou dos que admiram e aplaudem aqueles que saem pela porta grande e sabem ver quando o seu trabalho está feito e o seu tempo chegou , são uma espécie muito rara.

Não gostava dele , nunca gostei , não me esqueço das mafiosices  e lados escuros , como por exemplo se conta num livro escrito por um dos fundadores do PS que foi prontamente banido pelo dr Soares (  a Liberdade acima de tudo) mas que felizmente hoje se pode ler em PDF, é muito instrutivo.  Também me lembro do fax do governador corrupto de Macau  e dos negócios de diamantes em Angola , a lista  é extensa mesmo que se eliminem as acusações dúbias. Nada dúbio é um vídeo do próprio a explicar-nos como se geriram ( e gerem, desconfio)  os cruzamentos de  política e economia em Portugal . Soares conta rapidamente como foi possível ao Salgado fazer o que fez , é uma história quase comovente de solidariedade entre os poderosos  .Também me lembro bem de ouvir o dr Soares dizer publicamente , no tempo do anterior governo , que Portugal não era uma democracia e a incentivar o derrube do governo democraticamente eleito . Haverá quem justifique as declarações  com retóricas várias , a mim ,mostrou-me sem margem para erro que para ele a democracia válida e evoluída era quando ele e os seus estavam no poder, os outros eram obstáculos. “O juíz Carlos Alexandre que se cuide!” , ameaçou a dada altura  , corrompendo tudo ao mesmo tempo para defender  o  maior vigarista que Portugal conheceu neste século ,  mas essas coisas agora são passado, agora só interessa falar no bom , como há uns tempos com o Fidel. É mesmo verdade que morrer é o melhor que pode acontecer à reputação de uma pessoa.

Para mim , tal como para a maioria dos portugueses , desconfio, os méritos maiores de Mário Soares foram  ter confrontado e contido a ameaça comunista , que em 74 e 75 foi muito real , e negociado a adesão à então CEE , e só por isso merece à vontade a homenagem e respeito do país e o seu lugar na História. Ontem a sua morte foi notícia no boletim da BBC World Service, é para muito poucos,  mesmo os seus detractores e críticos como eu têm que reconhecer que foi  um grande Português

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s