Início » Uncategorized » Kauai

Kauai

Já estava a ficar um bocado cansado do iate club , é só velhotes e velhas gaiteiras , quase todos apoiantes do Trump , metade deles militares reformados , gente simpática mas muito conservadora, parte da elite do arquipélago. Há uma fila enorme de fotografias dos comodoros passados e gostei de ver que nos anos 50 houve um comodoro chamado Vasconcelos , o que quer dizer que os portugueses estavam noutro estrato social apesar de serem imigrantes , nos anos 50 a ideia de um havaiano de origem chinesa  , japonesa  ou filipina ser sequer membro do YC ou sair da cozinha e da copa provocava gargalhadas.

Nunca cheguei a saber os preços das coisas ,  tomávamos lá o pequeno almoço , almoçávamos , muitas vezes jantávamos e tínhamos conta aberta no bar, não me queixo nada desta maneira de fazer as coisas , incluindo o jeep alugado a semana inteira  quando além das necessidades de serviço só havia a necessidade de passear pela ilha….. Às vezes sentia-me um bocado mal , achava um abuso , mas depois o Ollie lembrava-me de que o proprietário , só em juros estimados da sua fortuna ganhava quase cinco dígitos por dia , de modo que não faz mal nenhum, especialmente enquanto fizermos bem o nosso trabalho. Ainda assim, por ser um gajo frugal por natureza e por ter sido educado a evitar supérfluos e nunca abusar de generosidade nenhuma , custava-me um bocadinho , mais ou menos até à quinta cerveja , altura em que começava a interrogar-me se  não podíamos levar o cartão de crédito do barco e ir procurar uma casa de gueixas.

Na terça feira de madrugada o skipper foi para o aeroporto , com alguma  satisfação da tripulação , particularmente minha porque o meu salário triplicou. À uma da tarde chegou o proprietário e quando chegou o primo já tinha o motor a trabalhar e estava só por duas amarras , tinha os minutos contados para chegar à primeira marina do percurso. Nem tive tempo para pensar que era a primeira vez que conduzia este barco , que além de não ser pequeno é um monocasco , há uns cinco anos que não navegava num e são muito diferentes de manobrar do que os catamarans. Como em tantas outras coisas , o melhor é não pensar muito e fazer , e saí da doca e do porto sem problema nenhum.

A tripulação agora sou eu , o Tommo e mais um tipo local contratado para ser guia turístico e piloto. O plano era passar a noite numa marina mais a Oeste para depois zarpar de madrugada de modo a chegar à ilha de Kauai antes do por do sol.Tinham-nos dito que tínhamos que chegar até às 5 da tarde , depois fechavam e não estando lá ninguém para receber o pagamento até às 8 da manhã do dia seguinte, o plano ficava comprometido. Foi por isso com grande satisfação que amarrei na marina  às 16:55 , adoro quando me safo mesmo à conta.

Fomos jantar ao restaurante do resort , vi a ementa e até me engasguei , com o custo de um dos pratos eu vivo uma semana na minha ilha , fico sempre abismado por ver a ligeireza com que certas pessoas gastam dinheiro . A comida era boa mas não era assim tão boa .

Ao nascer do sol zarpámos para Kauai , 70 milhas , havia pouco vento e íamos com a ondulação, o barco balança um bocado e o primo do dono , o outro hóspede, enjoou que nem um cão pelo que hoje estão pensar alugar um carro e andar pela ilha por terra enquanto nós vamos levando o barco para as ancoragens onde passam a noite.Por mim está bom, agora estamos ancorados neste porto à espera que regressem com um plano.

14064136_10154452516030477_3921520774935090557_n

Anúncios

One thought on “Kauai

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s