Início » Barcos » Fiji

Fiji

Como esperava , foi uma viagem monótona como as melhores, feita de rotina instalada e sem surpresas. Perguntem a qualquer marinheiro profissional e ele diz-vos que a monotonia é a marca  da viagem de sucesso, porque regra geral os acontecimentos são problemas ou surpresas más.

No dia da partida o capitão estava agitadíssimo , repetia-me “isto é mesmo real!” e coisas semelhantes , eu respondia com um sorriso, compreendia-o bem porque também eu , no lugar dele , sinto borboletas no estômago nas horas que antecedem uma partida , às vezes nem durmo. Interrogava-me se  a minha ansiedade nessas alturas era tão aparente para os meus tripulantes como a dele era para mim , e não estava minimamente preocupado porque sabia que era apenas isso, a excitação da partida , quando tudo finalmente está ali na nossa mão e estamos prestes a levar homens e embarcação para alto mar por muitos dias , com tudo o que isso implica mesmo nestes tempos de tecnologias incríveis.

Estava um dia lindo , deixámos para trás Bay of Islands debaixo de um sol radioso , uma brisa ligeira e uma ondulação bem grande , deixada dos temporais dos últimos dias. Tinha dito que como já não navegava num monocasco há mais de cinco anos ia ter provavelmente algumas dificuldades a entrar no ritmo mas foi apenas um ligeiro mal estar , no dia seguinte já estava tranquilamente na cabine de proa com o nariz enfiado nos meus livros sem ligar nada aos balanços e ao movimento do barco, tão diferentes dos catamarans nos quais faço a grande maioria das minhas navegações.

Fui prestando atenção aos modos e processos do capitão, posso bem ansiar pela “reforma” mas nunca gosto de perder uma oportunidade de aprender. Infelizmente para a minha qualidade de profissional  não naveguei como uma variedade suficiente de capitães , fui mais ou menos lançado às feras e tive poucos exemplos práticos , a oportunidade de servir e ser mandado é o melhor para aprender a mandar e ser servido, e faltou-me isso na minha carreira. O capitão é metódico ao ponto de ser picuínhas mas nunca ninguém naufragou nem teve danos por excesso de atenção  ao detalhe.  Por exemplo chamou-me para me dizer que a esponja da louça não podia ser deixada dentro do lava louças, era para ser espremida e ficar no canto do balcão. Perante isto dei a única resposta possível : “não há problema , não me vou esquecer”. Podem parecer coisas estúpidas mas são essas coisas que trazem ordem a um barco, ordem imprescindível para viagens oceânicas de sucesso.

Os quartos de vigia são duas horas on , seis off , sendo quatro pessoas isto faz que tenhamos sempre os mesmos quartos , eu tenho sempre o do nascer do sol e gosto muito. Viemos o caminho todo a motor, mesmo quando tivemos ventos mais do que favoráveis , o máximo que houve de “protestos” foram umas trocas de olhares significantes entre mim e o velho kiwi , nem nunca nos passou pela cabeça sugerir içar mais pano e seguir à vela mesmo que se perdesse velocidade. A escolha estava feita e quem manda , manda . Mas é verdade que pareceu estranho e às vezes lembrava-me de ocasiões em que , nos meus barcos,  segui a motor quando a brisa até servia . São escolhas e cálculos que só dizem respeito ao capitão. Passei sete dias em que nem olhei para  a carta , nem sequer de relance olhei para manómetros da água ou combustível , nem uma só vez tive curiosidade de ir ver quanto tínhamos corrido nesse dia ou quantas milhas faltavam.

O ambiente a bordo é  excepcional, como só se consegue com uma tripulação experimentada , que não só domina todos os pormenores da marinharia como está farta de saber como é que se vive em harmonia num espaço pequeno . Tirando coisas como não esquecer de espremer a esponja ninguém nunca teve  que ser chamado à atenção sobre nada. Temos todos um fundo considerável de histórias náuticas ,  além delas vamos conversando sobre como são as coisas nos nossos respectivos países e toda a gente tem o sentido de humor suficiente para levar as coisas com ligeireza e boa disposição. É tudo ateu , pelo que  podemos rir à vontade dos absurdos implausíveis e mitologias várias sem ofender ninguém , num barco basta haver um crente para o assunto ter que ser tratado com circunspecção. Curiosamente temos um judeu, um católico e um protestante que deixados a pensar por si chegaram à mesma conclusão.

Pela primeira vez estou num barco em que ninguém lê uma linha que seja de nada , os únicos livros a bordo são os meus e isto causa-me espanto. Não consigo perceber como é possível. Que se viva assim em terra , com televisão e todas as mil distracções e alienações à disposição , percebo bem, agora no mar , quando temos pelo menos 15 horas do dia para dormir e fazer o que quisermos , que se passem essas horas sem fazer nada além de comer e dormir  , acho espantoso. O O. , o canadiano , tem um tablet e entretem-se com jogos , percebo bem e não sou estranho a essa forma de entertenimento , mas o T, o kiwi , sobe ao cockpit quando me rende a seguir ao nascer do sol e lá fica até ao pôr do sol , sempre bem disposto mas sem fazer nada a não ser ter o olho no mar e no barco e ir conversando com quem  está de vigia. O capitão passa imenso tempo em comunicação com terra , tem uma quantidade grande de zingarelhos electrónicos e comunicações satélite , e passa muito tempo no seu computador, até o diário de bordo é ele que preenche sempre.

Já nos habituámos  uns aos outros , falta-nos um temporal decente para soldar isto e não tenho dúvidas de que no que depende da tripulação a viagem vai ser um sucesso.

Ontem ao nascer do sol vi a ilha de Viti Levu, a maior das Fiji , onde aportámos pelo meio da manhã e que espero agora descobrir. No meu mundo isto era chegar na segunda , trabalhar na terça , festarola na quarta e partida na quinta mas já está estabelecido que antes de Sábado não saímos, não há queixas.

transferir

Anúncios

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s