Início » Uncategorized » Opua

Opua

A partida vai ser mesmo dia 12 ,já se pensou em dia 16 , dia 9 , muitas consultas com meteorologistas aqui e na California , e parece que agora dia 12 é mesmo a nossa janela. Se fosse eu a mandar nisto já estávamos a meio caminho mas acho muito bem  que o capitão seja ultra cauteloso e  que não tenha pressa de espécie nenhuma  , por mim está bom. Já podíamos estar a meio caminho das Fiji mas teria sido uma viagem rija , fria e molhada , não esquecer que aqui é Inverno. Vamos sair na terça e apanhar um anticiclone que está a “crescer” , quer-nos parecer que em vez de fazer a viagem  a um largo com ventos de 25 e 30 nós vamos fazer a maior parte a  motor… não tenho objecções nenhumas.

O capitão passa muito tempo de volta de listas e a observar o tempo , às vezes pede-me a opinião, eu já lhe disse que uma das principais razões que me fez vir é não ter que decidir nada nem ter que estar preocupado com decisões.Tenho plena confiança nele , o que ele disser faz-se , vou falar se vir alguma coisa que tem que ser referida e claro  que respondo se me perguntam  mas além disso, nada.  Ele não foi profissional toda a vida mas já velejava ainda eu andava de fraldas e já fez esta viagem antes . O segundo tripulante é um moço canadiano , como os seus conterrâneos em geral é tranquilo, simpático e educado, foi tripulante na viagem da Califórnia para cá há oito meses e ficou cá desde então. O terceiro é o mais velho , é daqui e vive no seu barco na ilha aqui de fronte. É meio Maori meio inglês ( eu estava à espera de um Maori completo…) conhece o Pacífico Sul à vontade e é da velha escola , também por ele já tínhamos saído há que tempos .

O proprietário não tem restrições de tempo nem dinheiro. Tem uma clínica de reabilitação de álcool e droga numa parte da Califórnia cheia de gente muito rica e famosa que carbura precisamente a álcool e droga pelo que o negócio é florescente e muito rentável.

Outros assuntos . Conheci uma moça via uma aplicação de smartphone que serve mesmo para isso, conhecer pessoas tendendo a conhecê-las no sentido bíblico do termo. Instalei aquilo por curiosidade, como toda a gente , e era engraçado , nunca acontecia nada quanto mais não seja porque nunca passo tempo suficiente num sítio para que possa acontecer alguma coisa. Bom , tinha tempo que chegasse , houve uma “correspondência” e eu meti-me no primeiro autocarro para Auckland , 4 horas de viagem. Queria ver Auckland e o caminho para lá de qualquer maneira , convenci-me de que ir ter com a moça (moça é uma força de expressão , uma mulher da minha idade) era apenas um pretexto , nunca esperar nada para nunca ser desiludido , ia conhecer  a cidade  e às vezes, sabe-se lá… Bom , a estrada para Auckland é magnífica e a cidade idem , ainda não tive que voltar atrás em nenhuma das observações ou opiniões sobre este país. Ontem já estava de regresso a Opua e desinstalei a aplicação , não há nada que esperar desse mundo a não ser desilusões para toda a gente.  Há uma série de coisas que são vedadas à maioria das pessoas e que me são permitidas  , e o contrário também é verdade.

Futebol. Não esperava estar  em terra nem para as meias finais quanto mais para a final , e sinceramente nunca acreditei que chegássemos tão longe . Amanhã vamos andar 30kms de madrugada para estar num hotel que vai passar o jogo , é as 7 da manhã aqui. O hotel faz a sessão por pedido dos franceses da zona , tenho esperança de que haja lá um tuga a quem possa dar um abraço se ganharmos e comiserar se perdermos , mas se for só eu não é grave , nem grave é se perdermos num jogo limpo. Não espero é um jogo limpo porque para os franceses perder para nós uma final em Paris ia doer imenso e devem a esta hora estar a puxar todos os cordéis possíveis para inclinar o campo,  lembro-me do último jogo importante contra eles , um penalti e uma expulsão inventadas e assim se perde , eu sou bem familiar a esses sofrimentos ,  sou do Sporting.

Actualidade internacional , a guerra que prossegue nos EUA mas agora a polícia também sofre baixas mais pesadas. Só no último ano a polícia matou a tiro 306 pretos , isto soa horrível dito assim mas é a verdade , porque se forem ver as contas  mataram nem sequer o dobro de brancos quando a percentagem absoluta é de menos de 20% de pretos, ou seja , num mundo “normal” devia haver 1/5 de mortos pretos, é muito perigoso ser preto nos EUA. O meu capitão é defensor do direito de toda a gente andar armada e ele próprio tem um arsenalzinho. Eu acho que é um exagero , acho que o cidadão deve poder ter uma arma para se defender , e à sua propriedade, mas ninguém precisa de uma AR 15 semi automática e coisas ainda mais sérias que se vendem por lá a qualquer pessoa. Uma caçadeira serve perfeitamente e com uma caçadeira não há massacres , uma gajo que seja um bom atirador e recarregue depressa pode alvejar para aí meia dúzia de pessoas , lá qualquer energúmeno com uma metralhadora pode apanhar dezenas antes de ter sequer que mudar de carregadores. Um dos argumentos que eu ouço mais vezes por lá a defender essa liberdade total é a possibilidade dos cidadãos resistirem à tirania do governo. Bom , os defensores dessa teoria tiveram agora em Dallas  um belo exemplo de um cidadão armado que decidiu resistir à tirania do governo e aviou 5 polícias , mas como o cidadão é preto se calhar a teoria já não serve. O racismo é uma coisa terrível , eu próprio dou por mim à vezes a ter pensamentos racistas , estou convencido de que a única maneira de o extirpar é com uma geração de crianças de todas as cores a crescer ao lado umas das outras e educadas por uma geração que já tivesse crescido assim. O que eu costumo dizer aos meus amigos americanos é que nós na Europa também temos racismo , mas como não temos armas raramente passa de uma coisa desagradável e insultuosa para uma coisa mortífera , como lá. Eles que se entendam.

Actualidade nacional , deixei de prestar atenção às declarações do governo porque a maior parte das vezes causam-me refluxos gástricos , incomoda-me que se minta tanto e que coisas que há cinco anos eram terríveis maldades hoje já sejam aceitáveis. Já me incomodavam as mentiras e inacções do anterior governo , estes elevam isso a outro patamar , e as maiores aleivosias parece que passam despercebidas, é-me muito difícil compreender  por exemplo como é que o ministro das finanças vem dizer que o prejuízo da caixa vem dos governos PSD. Eu até acredito que sim , mas sendo assim isso não era razão para fazer a tal auditoria que o PS recusou? Acham que somo todos imbecis?

Incomoda-me que o governo se ocupe de  futebol ,na esperança de que alguma da glória se lhes pegue por associação . O presidente da república está a revelar-se o que eu sempre esperei, um amorfo que gosta de agradar a todos e não tem posição sobre nada ,  ainda hoje o vi louvado por ter pago a deslocação a um jogo da bola no avião do estado. Esquecem-se de que só pagou porque as pessoas repararam , mas isso não interessa nada. Renovo os meus apelos a que tenham cuidado com o que é vosso , não confiem na solidez de nenhum depósito bancário ou nenhuma garantia do governo e  esperem um rebentamento das finanças públicas em breve. A culpa vai ser dos alemães , naturalmente.

Para terminar , uma que me faz sorrir , a reacção ultrajada ao novo emprego do Durão Barroso. Os indignados resumem-se a pessoas que não sabem o que é ou como funciona  a Goldman Sachs e a motivação principal das críticas é a velha  e tão portuguesa inveja. Mas esperavam que a GS fosse procurar que género de pessoas e que género de qualificações ? Licenciados em Sociologia e Artes de Palco? O Francisco Louçã? Ás vezes este pessoal lembra-me um garoto que todas as semanas descobre que o pai natal não existe e fica muito arreliado.Todas as semanas. Goste-se ou não da Goldman Sachs ( acho que ninguém “gosta”)  da maneira como fazem dinheiro, ou se concorda que têm o direito de existir e  de procurar os mais qualificados para a sua gestão (gente que conhece o mundo , o funcionamento das instituições e os que mandam)  ou então exijam de uma vez e claramente  que se acabe com o capitalismo e a liberdade económica , e essa é das minhas maiores críticas a todo esse pessoal : não têm a coragem de o assumir em público e defender a alternativa. Cobardes , invejosos e medíocres a quem o sucesso alheio há-de sempre incomodar.  Este peso da GS e a sua necessidade de ser “politicamente ligada” vem , para mim , do tamanho do Estado : como dizia o outro , quanto maior é o cão, mais pulgas e carraças.

A ver se ainda escrevo mais uma ou duas linhas antes da partida, com esperança de ter alguma coisa interessante para contar sobre o que é ver a Selecção a jogar num sítio provavelmente o mais longe possível de Portugal.

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s