Início » História » História

História

Ainda estou a digerir o resultado do referendo em Inglaterra, parece-me o acontecimento histórico mais importante das últimas décadas. Vai levar muito tempo , a mim e a toda a gente sem excepção , a perceber o alcance disto , o número de consequências inesperadas e impossíveis de prever de uma coisa destas é enorme ,  vai afectar toda a gente.

Quando a Grécia esteve à beira de sair (do Euro , não da União) a minha preferência era que ficasse, que fizesse o que fosse preciso , para ficar . Isto não derivava de alguma simpatia que pudesse ter pelos gregos ou solidariedade por causa das  dificuldades deles.Achava que deviam ficar porque se saíssem seria pior para toda a gente, punha o edifício todo em causa.

Ora este edifício pode ter sido sonhado, desenhado, construído e aumentado de um modo discutível e criticável , mas alguma coisa tinha que ser construída sobre as ruínas de duas guerras que assolaram a Europa e trouxeram morte e miséria a centenas de milhões. Construiu-se isto , a União Europeia , que , com verrugas e tudo, assegurou-nos cinquenta anos de paz  e prosperidade sem precedentes .

Estamos numa crise tremenda , a guerra está à distância de um voo da easyjet , rebentam bombas nas praças da Europa e às suas portas comprimem-se  massas famintas e aterrorizadas. Nas fronteiras há pessoas poderosoas como o Putin e o Erdogan , que poucos lúcidos consideram serem compatíveis com valores como “liberdade” e “justiça”. Para lidar com isto temos duas opções , juntamo-nos ou separamo-nos , como Nações, para defender o nosso interesse comum. Esse interesse comum é a Paz , a Liberdade e  a Prosperidade . Não é preciso ser um génio para perceber que estas coisas só se alcançam com um esforço COMUM, porque não podemos ter paz se o nosso vizinho está em guerra nem podemos ter prosperidade sem ter com quem trocar.

Uma coisa que me fascina na História são os momentos em que a decisão de um só indivíduo leva a consequências tremendas , quando se torna aparente que uma pessoa pode mudar ao curso da História com uma decisão e uma acção. Lembro-me sempre da ideia desmiolada do D.Sebastião ,  lançar-se na campanha de Alcácer Quibir , decisão que acabou por nos perder uma elite , uma dinastia , um país e um império, num golpe que numa tarde selou o nosso caminho por séculos.

David Cameron vai ficar na História em muito mais parágrafos que os seus contemporâneos , porque a causa deste referendo e do que ele vai acarretar é a sua decisão, igualmente estúpida e carregada de hubris , de se comprometer com o referendo , jogando assim o futuro do seu país por motivos de política eleitoralista e partidária. Já ouvi muitas vozes  falarem de ignomínia e infâmia , conheço poucas palavras mais fortes.

Cerca de 2/3 da juventude que votou , votou para ficar e isto é das coisas mais importantes a observar , tal como o nível massivo de desinformação e falta de informação que se viu na campanha. Poucos defensores da saída elaboravam sobre a  INEVITABILIDADE do empobrecimento da Grã Bretanha fora da União Europeia. O discurso era sobre soberania, tirania , imigrantes , autonomia , liberdade, nacionalismo de esquina e de futebol , mesmo antes das meninas da  página 3 , dantes é que era bom. Little England.

É triste que a maior parte dos que votaram sim acreditem que saírem da UE vai resolver algum dos seus problemas , incluindo as minorias e os imigrantes ou a perda de identidade nacional. A soberania , como aprenderam os Gregos há relativamente pouco tempo , só resolve problemas enquanto houver dinheiro, e quanto menos dinheiro temos menos problemas podemos resolver , vá-se lá perceber porquê.

A vida entre as Nações e feita de tensões e conflitos  de interesses. Só há duas maneiras de resolver os conflitos : a bem ou a mal. Para se resolverem a bem , as pessoas têm que se sentar e falar , e para isso é preciso que esteja tudo à mesma mesa .

Sou muito crítico de exageros de linguagem , de metáforas despropositadas e de clichés estafados mas perante isto tenho que dizer que acho que se abriu aqui a caixa de Pandora .

Anúncios

7 thoughts on “História

  1. Não vai acontecer nada….
    As grandes corporações como bancos fundos petrolíferas armamentos e tal…vai continuar a mandar nos governos que fazem o jogo corporativo do costume a custa dos pequenos que vai pagando como sempre…o comércio vai se fazendo, o dinheiro legal ilegal e paralegal continua a rolar..mumas guerras aqui e ali…a Ásia continua a subir…o costume. Mas até era giro ver como uma jogada populista do Cameron fodia a grã Bretanha toda…o fim dos fins do Império britânico…via democracia.

    Gostar

    • Não vai acontecer nada? Só em dois dias já aconteceram muitas coisas sérias e irreversíveis e a política inglesa abalou até aos alicerces. Talvez não aconteça nada na tua vida e na minha mas muita coisa já mudou e vai continuar a mudar. ..

      Gostar

  2. Epa não vejo TV…mas o que achas que pode acontecer? Eles estão falidos, nos também…a moeda não muda, até foi lá que continuaram a salvar bancos privados corruptos e incompetentes…estamos juntos na nato e nas suas guerrinhas comerciais…o comércio continuará a fazer se e a emigração também( que os ingleses também não fazem os trabalhos todos bem a baixo preço)… A commonwealth continua…a mim dava me gozo ver os escoceses galeses e irlandeses a separaremse…a seguir a Espanha e Itália…a gente fica aqui a assistir a tudo 🙂

    Tirando formalidades e nominaçoes políticas…que achas que pode acontecer?

    Gostar

    • Para começar não têm governo , não vão ter antes de setembro e qualquer PM que chegue vai ter que governar contra a vontade da maioria do partido. Vão ter que inventar uma direcção que não havia antes porque ninguém acreditava nesta saída. já se perderam biliões , isto não faz muita diferença pq quem os perdeu pode perder outro tanto, mas a libra já perdeu mais de 10% em 3 dias e parece que vai continuar a cair.A Inglaterra vai ficar inevitavelmente mais pobre , e daí segue que a tendência a culpar estrangeiros e imigrantes é mais forte. A Escócia , que votou por ficar , já está a trabalhar para outro referendo e tem agora muito mais argumentos para sair. O Ulster tem um caso muito mais forte pela unificação da Irlanda, e para uma minoria lá isso é uma noção tóxica, outro foco de conflito que estava apagado e vai acender. Do lado da europa já se estava a ver a reacção errada dos eurocratas , a ostracizar o reino unido, compreende-se mas vai ser factor de divisão. Parece-me que a partir de agora , sem o contrapeso do ingleses , a UE ainda vai ser mais mandada pelos ricos do norte. Há demagogos pela europa fora , como a nossa actriz preferida ( que entre sexta e hoje já disse 3 coisas diferentes sobre o referendo) prontos para aumentar a demagogia e agitação e arregimentar as massas que vão saber o que é que estava em causa no voto depois de votar. A UE perdeu a força moral da instituição que mal ou bem representava a Europa, agora é um grupo de países. As consequências mais práticas só veremos quando houver novo governo lá , além das económicas que já se fazem sentir mas levam mais tempo a chegar ao bolso do cidadão. dou-te um exemplo prático : só no Algarve vivem mais de 100 mil ingleses. O poder de compra de todos eles caiu mais de 10% em 3 dias , e vai continuar a cair. a ti não te afectará, mas afecta muita gente lá , tal como a previsível diminuição da exportações para lá.
      Enfim , para mim basta procurar um bocadito para encontrar consequências sérias para toda a gente , a menos que empobrecimento e dificultar de relações entre países não entre nessa categoria…. não é por achar que o Reino Unido devia permanecer Unido e acreditar num futuro europeísta , é mesmo pela economia, que acaba por determinar tudo.

      Gostar

  3. andam por lá alguns a tentar reverter o processo, (invalidar o referendo ou fazer outro) espero que o consigam, o tiro saíu pela culatra ao Cameron e foi bem feito, o pior é quem quem paga é o povo, abraço
    keytas

    Gostar

  4. Não é apenas uma questão de “little England”. É fácil cair nesse erro porque de facto existem criaturas caricaturais que facilitam isso – já para não falar na enorme vontade dos meios de comunicação afectos aos regimes mais ou menos decadentes desta Europa em sacudirem as culpas para uns ingleses supostamente estúpidos e intolerantes (deixando as mãos limpas a uma Europa germanizada).

    Como em muitos outros países ignoraram-se durante décadas as queixas cada vez mais estridentes de todos aqueles que não saíram a ganhar com a globalização (liderada por legislação Europeia). Pessoas que viam a sua vida piorar de ano para ano. Cada vez mais excluídos de sociedades que teoricamente estariam cada vez melhores. Isso paga-se.

    Gostar

  5. é verdade o que acima se escreve, de facto os funcionários da UE tem infernizado a vida dos europeus. De resto a livre circulação para os europeus é excelente.

    Gostar

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s