Início » Ilha das Flores » Agora é que é , take 9

Agora é que é , take 9

Recebi a visita de amigos que espero tenham sido os primeiros de muitos que vão  aproveitar a abertura do espaço aéreo à concorrência e a queda enorme nos preços das viagens. Hoje em dia sai mais barato vir de  Lisboa  aos Açores do que ir de carro ao Algarve e continuo convencido de que mesmo nesta ilha se vai sentir um aumento grande dos visitantes , nacionais e estrangeiros. É bom , sempre que haja  conta , peso e medida.

Os meus amigos tiveram sorte com o tempo e , como todos os visitantes , ficaram deslumbrados com esta beleza e às vezes perplexos com certas realidades. Saberem que o carteiro às  vezes deixa-me  a correspondência no carro , por exemplo ,  que só temos inspecções aos carros duas vezes por ano ou navio de 15 em 15 dias . Que pode acabar o gás.   Esta ilha desafia sempre as pessoas a imaginarem-se a viver aqui , não sei se é uma reacção que causem outros destinos de viagem mas por alguma razão toda a gente a uma altura ou outra pensa “e viver aqui?” .

Muitas pessoas adoram a beleza natural mas seriam incapazes de lidar  com o isolamento , gostam da paz mas precisam de movimento  , apreciam a simplicidade e a escala pequena mas gostam mais de vida social alargada. Há muitos que apreciam tudo e se imaginam facilmente aqui mas não têm maneira prática de o fazer , outros apostam e instalam-se , mas sazonalmente .

As oportunidades locais de trabalho são escassas para pessoas de qualquer qualificação profissional e a auto suficiência com que muitos sonham é virtualmente impossível. De qualquer maneira , entre turistas , turistas repetidos e visitantes de toda a ordem alguns cá vão ficando e fazendo coisas e consigo ver um futuro bastante claro  para esta ilha , especialmente se não houver nenhuma desgraça climatérica nos próximos 50 anos que nos torne o clima como o da Escócia , aí está tudo estragado.

 Já viveram aqui 10 a 12 mil pessoas , a maior parte delas apenas sobrevivia .Hoje com 3500 habitantes a ilha beneficiaria muito de um influxo de população , há dezenas e dezenas de casas vazias e a idade média anda pelos 60 . Disse a brincar que o que faltava aqui agora eram mil sírios para dinamizar isto , mil não digo mas umas famílias não fazia mal nenhum . Refugiados ou imigrantes , da Síria ,  de Sesimbra ou Sevilha  , são bem vindos na parte que me diz respeito. Se são pessoas produtivas , com ideias e projectos viáveis , óptimo. Se  vêm para aqui viver à conta de um Estado qualquer, bom na mesma , se  o Estado , o nosso ou outro, vai gastar dinheiro na manutenção dessas pessoas de qualquer maneira ,  mais vale gastá-lo aqui.

Há os que  , como eu,  não têm dúvidas de que querem e podem viver aqui mas ainda assim têm que sair regularmente para trabalhar , sempre a matutar na maneira de poder deixar de o fazer , na maneira de poder ganhar a vida aqui .  Estou cada vez mais perto disso , agora além da cerveja  ( que avança devagar mas segura , tenho uns 90 litros em várias fases de produção ) vou instalar uma estufa hidropónica para a produção de alfaces , a alface é um artigo muitíssimo  mais simples de produzir e comercializar que a cerveja e há uma falta enorme de legumes frescos na ilha. Além das alfaces também vou produzir forragem hidropónica , que me vai permitir passar a ter 20 ovelhas onde agora posso ter 8 e ainda vender forragem . Ou seja , entre estas coisas todas espero que seja este o ano em que finalmente vou poder pendurar o saco e reformar-me da navegação profissional . Espero conseguir  isto  porque  reduzi os meus custos a um mínimo bastante engraçado , e se retirar as visitas frequentes ao Continente e arredores , sítios  onde se consome sempre quase quer se queira quer não, ainda se torna mais pequeno.

Para a semana que vem vou a Bordéus onde há-de estar a ser lançado por esta altura um catamaran  para ser entregue em Fort Lauderdale , na Florida. Desta vez parto com motivação extra porque sei que se tudo me correr decentemente esta pode muito bem ser mesmo a última . São  águas , tripulação e barco conhecidos , a altura do ano é razoável  e se não houver atrasos de monta pelo princípio de Maio  regresso à ilha , pronto para começar uma fase nova . Ou isso ou acontece outra coisa qualquer , mas eu aposto nisso.

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s