Início » Lisboa » Lisboa à Noite

Lisboa à Noite

Uma coisa que gosto de fazer  é comparar a cobertura e impacto de determinada notícia ou história na comunicação social com a sua verdadeira relevância. Muitas vezes a história que se descreve interessa aos directamente implicados e mais meia dúzia de pessoas , ou seja , nem sempre as histórias são de interesse geral como se espera de um diário ou canal nacional. Os jornalistas confundem muitas vezes o seu interesse pessoal com o interesse da população em geral e eu acho bastante piada quando isso fica bem patente.

Passando os olhos pelos jornais estes dias a história de lamento e indignação é o fecho de 3 bares no Cais do Sodré. Medida segura do tamanho da nossa capital : os proprietários dos edifícios onde funcionam os bares decidem fechá-los e fazer outra coisa , dá assunto de jornal , talvez até da televisão. De vez em quando fecha um cinema ou uma livraria , e é ver pessoas que nunca lá viam um filme ou compravam um livro a protestar indignadas , porque mesmo que não lhes sirva para nada nem nunca lá vão gostam que os espaços estejam lá . Se estão lá a perder dinheiro é irrelevante , o lucro é porco e o Estado pode sempre fazer alguma coisa pela cultura. Ridículos.

Num sítio normal os gestores de um espaço arrendado , sirva para o que servir , quando confrontados com o fim do contrato  vão fazer o seu negócio para outro sítio ou mudam de ramo. Cá não, especialmente se for um negócio que sirva por exemplo a classe dos jornalistas e outras espécies urbanas : protesta-se , manifesta-se , peticiona-se , reclama-se a intervenção do paizinho Estado , clama-se um qualquer superior interesse ou direito e transforma-se uma situação banal , uma transacção comercial , num problema da cidade.

Querem ver que agora porque fecham estas 3 tascas Lisboa fica desprovida de alternativas para sair à noite? Ainda o ano passado estive no Tokyo e gostei muito , rock&roll ao vivo noite dentro , escuro e fumo , copos caros e botas a colarem-se ao chão , andei uns 20 anos para trás no tempo. Se não estivesse lá o Tokyo tínhamos ido a outro lado qualquer e tinha sido divertido à mesma. Problemas para a noite de Lisboa serão alterações aos horários ou aos licenciamentos , essas coisas devem , ou melhor , podem discutir-se nos jornais, o resto são coisas que interessam no máximo  à Time Out ou ao Blitz.

Os noctívagos lisboetas são como as mulheres em frente ao espelho ao lado  de um monte de roupa a dizer que não têm nada para vestir.

Anúncios

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s