Sopra um grande vendaval, é o que resta do furacão Joaquin , está um dia bom para ficar à janela com uma chávena de chá e o cão aos pés, a pensar em como é bom estar em terra firme , seco e descansado enquanto sopram 40 nós de vento. Só quem já andou muito desabrigado é que consegue apreciar bem o valor de um bom abrigo.

No dia a seguir a ir-me embora da última vez o cão mostrou o seu desagrado e protestou escapando da coleira , entrando em casa ( a porta está sempre aberta) e levando para a rua toda a minha roupa que não estava arrumada. Incluiu deitar abaixo dois cabides e virar uma mesa . Na manhã seguinte , felizmente que não tinha chovido , o rapaz que lá vai dar-lhe comida encontrou-o à porta deitado num monte de roupa.

Ao regresso encontrei três ovelhas em vez de duas , uma da vizinhança escapou-se foi ter com as minhas , dois dias depois andava o dono dela a cansar-se para a apanhar , perguntou-me se não a queria comprar , eu disse logo que sim , lá ficou , agora tenho três , em princípio estão as três prenhas pelo que  está tudo encaminhado para voltar a ter um quase rebanho dentro de pouco tempo , voltar às 8 que já tive e a ver se nestes anos já aprendi o suficiente para evitar altos e baixos e para ter a bicharada estável.

O  foco agora é outra vez para o fabrico da cerveja e para o meu projecto que pode ter a velocidade de uma lesma mas o que é certo que  não pára. Por vezes parece que pára mas não , quando não há avanços físicos e concretos há  sempre avanços conceptuais e de planeamento e pouco a pouco vou-me aproximando do meu objectivo, agora não ponho nenhum prazo nem meta concreta , vou simplesmente fazendo o que posso e dando mais uns passos. Ao fim de 4 anos  tenho finalmente instalações , alugadas com restrições mas o suficiente por agora. Para a semana ja vou recomeçar as fermentações e pelo Natal já há-de haver outra vez cerveja da ilha , para dar e vender ,  principalmente para dar. Para o ano espero ter finalmente o resto do equipamento para subir a escala e a coragem e possibilidade de ir legalizar e formalizar a actividade , coisa que mete medo em tempos incertos , especialmente quando sabemos que seja qual for o governo que nos calhe a tendência será sempre de apresentar obstáculos e custos aos empresários e depois taxá-los sem piedade.

Por falar em governo , parece que o Costa está a jogar nos tabuleiros todos , como homem íntegro e de princípios que acha que um resultado eleitoral desfavorável não é razão para se demitir  , nesta altura pondera coligar-se com os comunistas ou com os social democratas , escolha que nunca se poria à maior parte das pessoas , mas isto é política. Os comunistas são contra o Euro e a nossa permanência na NATO , o Bloco de Esquerda é o nosso Syriza , quer forçar a Europa a pagar-nos as contas e eliminar-nos a dívida. Como correu tão bem na Grécia , o Bloco quer replicar aqui a receita .  Já que a hipótese é real o que eu acho que devia acontecer era este governo manter-se em funções de gestão até ser possível marcar novas eleições , às quais a esquerda já concorreria coligada, porque se as pessoas que votaram na PAF queriam um governo PAF já não é tão claro que as pessoas que votaram PS queriam o PCP ou o bloco no governo , por exemplo. E duvido bastante que os eleitores do Bloco e do PCP  tivessem votado apoiando o Costa a PM. Coligavam-se formalmente e logo à partida e assim se  apresentavam ao eleitorado duas escolhas claras , não se lhe espetava com um governo em que ninguém votou , que é bem capaz de estar para acontecer . Vamos ver o que acontece , isto anda muito interessante .

Mais no campo do ridículo que do interessante , o Rui Tavares pede ajuda aos seus eleitores para pagar as dívidas da campanha . Este é um gajo que muito pouca gente além da inteligentsia e da imprensa sabe quem é mas que tem , ou tinha , uma noção exagerada do seu valor e sua importância , achava que os eleitores o iam fazer deputado sem ninguém perceber o que distinguia um voto no Livre de um voto no Bloco . Um egoísmo imenso que foi reduzido à sua verdadeira expressão , há mais pessoas a apoiar um partido que representa os animais do que o partido do Rui Tavares, que agora tem outro problema além dos cento e tal mil euros de dívida ( que sem dúvida conseguirá re-negociar e re-estruturar ) é um problema de emprego , perdeu o lugarito à mesa e se calhar agora tem que ir trabalhar , complicado para um gajo que só sabe ser político. Por uma vez estou de acordo com o Sousa Santos que diz que o Livre devia dissolver-se . “Livre para Governar” , é preciso muita lata. Mais uma vez se provou a distância abissal que separa as elites urbanas pensantes e politicamente activas do resto do país , que não tem grande paciência para projectos pessoais nem se deixa embrulhar em retóricas e abstracções.

Andei a ver o site do PAN , não vi lá nada que me fizesse pôr as mãos à cabeça nem ideias radicais ou descabeladas e sou bem capaz de me tornar apoiante . Portugal tem há mais de 30 anos um partido ecologista que não é mais que a facção ecologista dos comunistas , e a minha posição de princípio é “zero comunistas , zero comunismo” , pelo que saúdo e apoio o deputado do primeiro partido genuinamente  ambientalista de Portugal .

Anúncios

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s