Início » História » A Horda e a Religião

A Horda e a Religião

Estou a reler um dos meus livros favoritos , uma história do Genghis Khan e seus descendentes. No imaginário da maior parte das pessoas os Mongóis do século XIII não eram mais que uma horda sanguinária que devastava e seguia o seu caminho mas a história é muito maior do que isso , o Genghis Khan , além de unir as tribos mongóis e conquistar o maior império terrestre da história  também revolucionou e alterou o mundo para sempre.

O livro está cheio de  exemplos e explicações sobre os avanços dos mongóis em questões administrativas , políticas e logísticas para além das militares em que o seu modelo foi insuperável. Uma das coisas que me fascina mais é a tolerância dos mongóis com  todas as religiões , começou com Genghis mas os seus descendentes acolhiam e protegiam budistas , muçulmanos , cristãos e judeus , toda a gente podia adorar como quisesse e a religião não se podia imiscuir na gestão do Império. Não resisto a deixar aqui uma passagem que acho não só reveladora desse espírito como ilustrativa das extraordinárias atitudes dos Mongóis…e imaginar a cena é hilariante  :

Os Mongóis adoravam competições de toda a espécie e organizavam debates entre as religiões rivais  da mesma maneira que organizavam combates de luta livre. Começavam numa data específica  e com um painel de juízes  a supervisionar.Neste caso , Mongke Khan ordenou-lhes que debatessem perante três juízes , um cristão , um budista e um muçulmano. Juntou-se uma grande audiência para ver o evento , que começou com grande formalidade e seriedade.Um oficial anunciou as regras estritas segundo as quais os Mongóis queriam que o debate decorresse:  sob pena de morte “ninguém ousará usar palavras de discórdia”. Rubruck  (um franciscano visitante) e os outros cristãos juntaram-se numa equipa com os muçulmanos num esforço para refutar as doutrinas budistas.Enquanto estes homens se juntaram com as suas vestes e paramentos nas tendas da planície poeirenta da Mongólia estavam a fazer o que nenhum outro grupo de teólogos ou eruditos alguma vez tinha feito na história. É duvidoso que representantes de tantos tipos de cristãos alguma vez tivessem tido alguma reunião , e certamente nunca tinham debatido , como iguais , com representantes das várias fés muçulmanas e budistas.O religiosos tiveram que competir com base nas suas crenças e ideias , sem usar as armas ou autoridade de nenhum exército ou governante a apoiá-los. Só podiam usar palavras e lógica para testar a capacidade de persuasão das suas ideias.

Na ronda  inicial , Rubruck enfrentou um budista do Norte da China que começou por perguntar como é que o Mundo foi feito e o que é que acontece à alma depois da morte.Rubruck retorquiu que o monge budista estava a pôr  as questões erradas ; a primeira questão devia ser sobre Deus , de onde emanam todas as coisas.Os àrbitros deram os primeiros pontos a Rubruck.

O debate prolongou-se sobre os tópicos do bem contra o mal, a natureza de Deus , o que acontece às almas dos animais ,a possibilidade de reencarnação e se Deus criou o mal. Enquanto debatiam , os clérigos formavam coligações móveis entre as várias religiões , de acordo com o tópico.Entre cada ronda de luta livre os atletas mongóis bebiam leite de égua fermentado ; mantendo a tradição , depois de cada ronda de debate os eruditos pausavam para beber longamente em preparação para o próximo embate.

Nenhum lado pareceu convencer outro de alguma coisa .Finalmente , enquanto os efeitos do àlcool se tornavam mais fortes , os cristão desistiram de tentar persuadir alguém com argumentos lógicos e recorreram ao canto. os muçulmanos , que não cantavam , responderam recitando o Corão bem alto num esforço de abafar os cânticos cristãos e os budistas retiraram para meditar em silêncio.No fim do debate , incapazes de converterem ou matarem-se uns aos outros , terminaram da maneira  que terminavam a maior parte das celebrações mongóis , com toda a gente simplesmente demasiado bêbada para continuar.”

No século XIII, quando na Europa se queimavam livros e pessoas por causa de ideias e crenças , os Mongóis abraçavam e aceitavam todas , escolhiam os pedaços mais apropriados para os seus fins políticos e ainda se divertiam com o processo.

Anúncios

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s