Início » Sociedade » Carros em Lisboa

Carros em Lisboa

Fiquei a saber que já não posso ir de carro ao centro de Lisboa e isto irritou-me  mais do que seria normal para um gajo que vive a mil quilómetros e que se quisesse ir lá no seu carro tinha que o meter num navio. O meu carro é de 96 e a menos que eu comece a jogar o euromilhões e ganhe , não vai ser substituído até rebentar. Quando rebentar o mais provável é ser substituído por um de idade semelhante , que por este novo regulamento municipal é banido do centro da capital .

Com o meu nunca mais vou a Lisboa , mas quando vou ao continente o meu pai empresta-me o dele , que é de 99 , e vou circulando entre Alcobaça e Lisboa , as terras onde tenho a família e amigos. Pois bem , já não posso , os burocratas acharam que o meu carro e o do meu pai poluem demais , por não serem novos.

Gostava de lembrar que há uns anos bons que nos fazem gastar regularmente dinheiro num esquema chamado “inspecções periódicas obrigatórias” , que se destina a assegurar que os carros não só estão em condições de circular em segurança mas as emissões de poluentes estão abaixo de certos máximos. Ainda no ano passado o meu carro chumbou por isso , fumava preto demais, tive que resolver o problema. Chumbou por isso e por outro problema que ameaçava a minha segurança e a do resto dos automobilistas e peões , aquela parte da matrícula em que se vê o ano e é amarela tinha desbotado , e a regra diz que tem ser amarela viva , lá tive que comprar uma chapa de matrícula nova não fosse desgraçar alguém num acidente rodoviário ou aumentar as minhas emissões por causa do tom do amarelo na chapa de matrícula.

Parece-me que se um automóvel passa na inspecção é porque está em segurança e conformidade para circular no país todo , mas afinal  não , um carro velho mas em bom estado pode circular em Coimbra ou Alfarelos mas em Lisboa já não . Da próxima vez que for à capital vou de expresso e na cidade ando de transportes públicos , já o fiz várias vezes simplesmente porque entre gasolina , portagens e estacionamentos sai muito mais barato o expresso , o metro e uns kms a pé se for preciso , mas isto enerva-me sobremaneira porque se quisesse ir de carro a Lisboa , fosse qual fosse o meu carro , desde que estivesse legal, devia poder fazê-lo e não ser impedido porque não tenho dinheiro para ter um carro recente , no fundo é isso. 

Em Londres houve , como é normal , uma abordagem diferente ao problema da congestão e poluição no centro da cidade : já vai para uns dez anos que se cobra uma taxa de congestionamento em vários pontos à entrada , todos os carros que entrem no centro pagam uma espécie de portagem . Mas são todos , velhos e novos , não se discriminam os automobilistas que por uma razão ou outra têm carros mais velhos e não se proíbe  nada , apenas cobram uma taxa que vai lá para as medidas com as quais eles esperam reduzir as emissões globais de CO2. Esta taxa reduziu o congestionamento e a poluição sem proibir nada a ninguém , nós aqui somos mais de proibir , e cobrar uma portagem a todos era coisa que o presidente da câmara ia tremer para aplicar , porque é sempre impopular. Assim esta é  uma medida sem custos : os residentes estão isentos e os não residentes não votam lá , pelo que podem rogar as pragas todas que quiserem ao Costa e às suas brilhantes ideias que não o afecta nada.

Aposto o que quiserem que toda a gente que se sentou à mesa onde se discutiu e aprovou esta ideia não só vive em Lisboa como conduz um carro do ano , muitos deles “de serviço” . Para um quadro superior do Estado é normal que se renove a frota de 3 em 3 anos , é assim com os carros que lhes dão.

Já ouvi muitas queixas sobre Lisboa , de nacionais e estrangeiros , residentes e visitantes , nunca ouvi ninguém queixar-se da poluição atmosférica . Lembro-me de duas ou 3 coisas de que a capital precisa mais do que baixar a poluição atmosférica , e se a tendência e o gosto é proibir deviam começar por coisas mais prosaicas tipo fazer as pessoas a apanhar a merda dos seus cães ou não estacionar nos passeios , talvez limpar os pseudo grafitos que conspurcam quilómetros de paredes , três simples coisinhas que melhorariam muito a imagem da cidade e o bem estar dos visitantes e residentes , mas não . Escolheram a poluição , e combatem-na discriminando quem não pode ter um carro recente. Valentes.

Anúncios

6 thoughts on “Carros em Lisboa

  1. concordo com tudo o que escreves além de que tb não posso ir à Lisbia na nha viatura pelos mesmos motivos, O costa e os amigos como se fazem deslocar nos carrinhos que são nossos mas que não usufruímos tão se a cagar pra gente. Pra ir ver o outro ao forte de peniche de évora já podem ir todos e quantos mais melhor.O fartar de vilanagem continua.

    Gostar

  2. Eu estou contigo, mas ainda tenho mais questões.
    Isto já esteve para começar em Novembro2014, mas o assunto voltou a ser discutido em Outubro e adiaram o início da paródia. Ao tempo que isto estava a ser falado, pelo menos desde Agosto. Onde é que estava este pessoal todo, dos carros de 96 para baixo? Onde andaram os hashtags? Faz lembrar aquilo do que chega de Bruxelas e leva carimbo sem ser analisado. Valeria a pena outra coisa? Haverá número suficiente de pessoas dispostas a levantarem-se em tempo útil, de modo a fazer diferença?
    Antes de tirar, têm de pôr. A cidade não funciona para ninguém e esta medida não contribuiu para nenhuma mudança nesse sentido. Que se transforme Lisboa numa cidade onde os transportes, as ciclovias fluam e naturalmente as pessoas irão optar por formas bem mais práticas de andar na cidade. Ninguém gosta de trânsito, nem de parquímetros abusivos. Mas e o preço de um bilhete de metro que ainda por cima costuma estar perturbado?

    Ainda bem que eles são “socialistas”, imagina se não fossem…

    Gostar

  3. Ttambém me parece estranho que uma coisa destas passe assim como uma brisa e não haja mais protestos. A mim complica-me mesmo a sério a vida de cada vez que lá vá e acho que vai haver milhares e milhares de pessoas transtornadas diariamente só porque têm um carro velho . Espero que contestem isto nos tribunais , quem o devia fazer era o ACP , para começar e sem ter que partidarizar a questão.

    Gostar

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s