Início » Uncategorized » Faial

Faial

Ah , o Faial , terra de marinheiros afiançados e gente boa , não fosse Portugal.  Estou à espera de um bitoque no Clube Naval onde se come e bebe mais barato do que no Peter e ontem vi os miseráveis que nos representaram no Brasil. A minha opinião é que devíamos enforcar o Paulo Bento na primeira viga disponível à chegada à portela , mas isso são assuntos que já são irrelevantes.

Estou moderadamente satisfeito e moderadamente alcoolizado , tive um dia de trabalho de 14 horas começando com nervos negros à alvorada  porque não estava seguro de que o que tinha a fazer podia ser feito com o barco no sítio onde estava  , com o vento como estava e só por duas pessoas , mas fez-se , o principal era armar a vela grande , um monstro de 140 e tal m2 , nem vale a pena tentar explicar o que isso implica. Teve que se dar a volta ao barco , a parte mais fácil , e levar horas e horas de trabalho de rigger , pausado , pesado , cuidadoso , delicado , e fizémo-lo , não partimos nada  e estou muito orgulhoso. Tenho o barco tecnicamente pronto para zarpar , agora só me falta um tripulante. Parece que já esgotei as possibilidades todas , é o maior enriço de que tenho memória e cada vez vejo um final feliz mais longe , não ouço notícias do patrão há quase dois dias e isso enerva-me , e vão-se esgotando as possibilidades realistas de estar a passar a Bay Bridge no dia 15 , o único acontecimento que podia redimir o pecado que em que esta viagem se tornou . Já não tenho esperança nenhuma de voltar de Annapolis com algum guito , já vou fazer uma festa se puder pagar o que já pedi emprestado para estar aqui. Já só quero que me clarifiquem a minha posição e abalar , já estou para lá de preocupações , beyond concern como dizem os anglófonos e não  se consegue perceber exactamente  como “para lá de preocupação”. Expressões idiomáticas.

O moço que é agora o meu imediato é da Carolina do Sul , que toda a gente sabe que é o meu estado favorito , temos muitas afinidades e entendemo-nos desde a primeira hora , valha-me isso.  O Daniel foi-se embora ontem , adoro o gajo , passámos a última noite até às tantas e nunca me vou esquecer do que me disse quando lhe contava ao pormenor as minhas mágoas de coração : “não podes levar a mal um daltónico por passar um sinal vermelho” . Fiquem-se com essa.

Por hoje o dia está ganho , vamos jantar aqui no clube naval , depois vamos ao inevitável Peter , hoje há música ao vivo e com o que já bebi uns 80% das mulheres da Horta parecem-me belíssimas , deve correr bem como de costume , pelo menos hoje lembrei-me de jantar pelo que amanhã não vou acordar com uma ressaca mortífera. O Dylan acabou de pousar na mesa duas canecas de litro. Um velho amigo do coração fez-me uma referencia a uma música poderosa de um momento valente  da minha juventude, fica aqui a referência musical para os que não têm medo de sons fortes . E as palavras de ordem para hoje são : Forte como o Aço!

One thought on “Faial

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s