Início » Uncategorized » Medidas Militares

Medidas Militares

Descobri  hoje via Blasfémias que segundo o  Económico ,  “os militares tomarão medidas se Cavaco promulgar o orçamento” , de repente fiquei sobressaltado e pensei que do dia para a noite nos tínhamos transformado numa Guiné Bissau , sítio onde os militares passam a vida a tomar medidas , com o benefício conhecido para todos . 
Não há razão para alarme , a declaração   era do ano passado e o título  era bombástico   mas a leitura da “notícia” deixa-nos tranquilos. Primeiro , o elemento  que pretende chantagear o Presidente com a ameaça de medidas  não é pessoa de responsabilidade alguma ou poder real na instituição militar. Se fosse um Chefe de Estado Maior a falar assim ainda olhava duas vezes , mas este camarada em fúria é o presidente de uma associação (de oficiais das FA’s)  , que por isso fala pelos membros da mesma associação e não percebe que é ridículo pretender  falar pelos militares. O homem   acha que os militares podem “tomar medidas” ou “envolver-se na resistência”  se uma determinada política não lhes agradar , o que na minha humilde opinião lhe devia dar direito a uns meses de detenção para reaprender para que serve e como serve a tropa , mas no nosso país dizer alarvidades merece atenção de jornalistas e encolher de ombros de quem devia estar mais atento. Este senhor  que ostenta a patente de coronel , esclarece : “ Importa referir que nas circunstâncias em que tal vier a acontecer, hão-de ser sempre num contexto institucional e democrático”. Num contexto institucional e democrático a tropa está nos quartéis e não faz política, ponto final. Se fosse um sindicalista a falar em tom de ameaça em “tomar medidas” , tudo bem , é o seu direito e dever como sindicalista , promover a agitação e a contestação , agora que um militar  venha fazer o mesmo , é inadmissível , mesmo que seja um reformado , ou pré reformado. 
Dado que esta luta era contra o orçamento do ano passado, e  correu bem ,  fui ver o que diziam do deste ano. Já não fala em “tomar medidas” , talvez lhe tenham apontado a enormidade da declaração , agora diz que “os militares vão envolver-se na resistência à austeridade” , que é pouco menos grave.
Arrisco uma correcção mas tenho fortes suspeitas de  que o que apoquenta estes coronéis não é tanto a quebra  na operacionalidade da tropa portuguesa , é sim a quebra nas  suas reformas douradas e privilégios questionáveis. Nunca percebi e sempre fui contra a existência de Associações sindicais ou proto sindicais nas Forças Armadas. A este Cracel e aos seus seguidores que desonram os Militares com estas tomadas de posição política , quero  lembrar o 4º parágrafo do Artigo 275 da Constituição:
As Forças Armadas estão ao serviço do povo português, são rigorosamente apartidárias e os seus elementos não podem aproveitar-se da sua arma, do seu posto ou da sua função para qualquer intervenção política.” . 
Afinal enche-se a boca com a Constituição para umas coisas e atropela-se para outras?  O que é que é ambíguo aqui ? Será a definição de  “intervenção política”? Esperem , talvez o Cracel não tenha arma , posto nem função , só um título e uma reforma , e por isso está dispensado de respeitar este artigo .  Francamente.  Mas haja calma e esperemos tranquilamente pelas “medidas” ou pelo “envolvimento na resistência” ,  porque as hostes revoltosas  representadas e comandadas pelo Coronel Cracel são assim:

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s