Naturalmente saimos ‘a noite mesmo antes de tratar das formalidades todas , depois de passar uma semana no barco ‘e simplesmente impossivel ficar a bordo so’ pela falta de um carimbo no passaporte. Com muito juizinho e perfil baixo , a pe’ pela costera, a absorver o ambiente . A unica diferenca que notei desde que aqui estive em 2007 foram as patrulhas militares. Todas as vezes que estive no Mexico tinha prestado muita atencao ‘as “pick ups” da policia com 4 ou cinco policias atras , sempre um deles de cacadeira na mao. Agora ‘e diferente, sao tropas federais , equipamento de combate , todos de armas de assalto , em colunas de jipes e carros blindados(!) com metralhadoras. E pelos vistos algum efeito esta’ a ter porque andamos horas pela cidade sem ninguem me oferecer nada. Outro efeito que esta’ a ter ‘e escalar o conflito , porque os narcos sao um exercito particular e nao so’ nao se intimidam facilmente como respondem com armas pesadas e bombas . Ja’ um bocadinho tarde saimos de um estabelecimento de entretenimento nocturno mesmo a tempo de ver dois blindados e 3 jipes chegar em grande estilo , fechar o quarteirao inteiro e parar todos os carros . Parecia um golpe de estado.

Como se pode ver na primeira pagina do jornal de ontem , ha’ preocupcao pela imagem internacional do Mexico ( o foreign office britanico avisa os subditos de Sua Majestade para evitarem Acapulco) ao mesmo tempo que a violencia sobe, desta vez dois gajos nao se impressionaram muito com o equipamento dos militares e destaram aos tiros. No meio disto tudo o que ha’ a reter ‘e que a guerra e’ entre os narcos e o governo , pelo que se nao somos narcos nem trabalhamos para o Estado as hipoteses de levar um tiro sao muito remotas.

Na mesma edicao , um comandante do exercito morto por um carro armadilhado em Hidalgo e no Distrito Federal so’ no dia 21 a tropa matou 16 delinquentes , entre outras ocorrencias. Eu pessoalmente continuo a recomendar a toda a gente que visite o Mexico .

Ontem o oficial da imigracao veio a bordo, sentou-se e a primeira coisa que me mostrou foi uma fotografia de uma rapariga lindissima no Iphone . “Egipcia” , diz-me . “Conheci-a no Facebook!”. As pessoas sao muito estranhas.

A papelada da minha entrada no Mexico e transito para La Paz importa 8 paginas em quadruplicado , muita labia e cerca de $300. Havia ocasiao de parar aqui clandestinamente mas nesta viagem ja’ tive clandestinidade que chegue e se a marinha me aborda em alto mar sem papeis , adeus vindima.

Perdi ontem o meu cartao visa , com sorte depois de ter pago tudo e levantado pesos suficientes para as despesas correntes , ja’ o cancelei , mas ‘e sempre uma chatice e vai tornar a minha vida em La Paz mais complicada. A ultima hipotese ‘e que tenha ficado no multibanco aqui do clube , estou ‘a espera que venham os tipos que abrem a maquina. Passamos a manha a trabalhar na manutencao ,daqui a pouco vou ao supermercado comprar o resto dos mantimentos e planeio sair pelo por do sol , vamos passar rente aos penhascos de onde se fazem os famosos mergulhos , espero 7 dias para La Paz , que nao haja novidade.

Responder

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s